João Doria Governador 2018


SOU JOÃO

João Agripino da Costa Doria Jr, esse é meu nome completo.

Meu pai, baiano, meu grande ídolo, foi deputado federal e exilado político porque se opôs ao Regime Militar. Como consequência, amargou 10 anos de exílio na França, para onde levou toda

a família.Lá foram tempos difíceis. Só não mais difíceis do que quando voltei ao Brasil com minha mãe e meu irmão caçula, Raul.

"

Meu pai infelizmente não pode voltar ao Brasil, o que fez com que minha mãe, sozinha, lutasse para nos alimentar e manter a casa. Não foi só uma vez que nossa luz foi cortada em casa. Tivemos que usar a geladeira de uma vizinha para manter o pouco que tínhamos para comer.

Mas aprendi que as dificuldades nos fazem fortes para seguir em frente. Foi o que fiz com apenas

13 anos. Me enchi de coragem e fui procurar um emprego. Bati na porta de uma agência de publicidade pra pedir um estágio e agarrei a chance com tanta força que depois de dois meses, esse estágio virou um emprego e registro na minha primeira carteira profissional. Ali comecei e nunca mais parei de trabalhar. Estudava à noite numa escola pública, Professora Marina Cintra. E pela boa educação que recebi, pude entrar numa Faculdade, a FAAP, onde com apenas 21 anos de idade, de aluno me tornei professor universitário. Dava as aulas a noite e seguia trabalhando durante o dia.

Me orgulho de que toda minha vida foi feita com sacrifício e muito trabalho, pois foi pelo trabalho que me tornei um empreendedor. Construí o que é até hoje o maior grupo privado na área de marketing e de eventos do País, o LIDE. Outro ensinamento da vida é família. Ela nos torna mais fortes. Há 29 anos, conheci a Bia, minha esposa. Somos casados há 26 anos. Tivemos três filhos, João, Felipe e Carolina. São eles que me motivam a superar os momentos difíceis. E a enfrentar os desafios que a vida nos impõe.

 

Exemplo disso foi quando decidi em 2016, trabalhar na área pública, com a mesma intensidade que atuei na área privada. Apoiado no meu conhecimento de gestão e na força do meu lado trabalhador, fui eleito Prefeito de São Paulo em outubro de 2016, no 1º turno, com mais de três milhões de votos. A primeira vitória em 1º turno em 28 anos, desde que as eleições são realizadas em dois turnos. Como Prefeito trabalhei muito, quase 16 horas por dia - todo dia - e pus de pé importantes projetos. Todos pensando em atender as pessoas que mais precisam. Isso tudo, apesar das dificuldades financeiras que encontrei na Prefeitura, quando assumi.  Mas foi meu mantra de “trabalho e gestão” que me fizeram conseguir ter sucesso.

 

Agora, meus amigos, a vida me coloca diante de um novo desafio, tentar servir ao meu Estado, como seu Governador. Administrar o Estado de São Paulo passa a ser um grande desafio daqui pra frente. Governador eleito de São Paulo com 10.990.350 votos, para ajudar o Brasil.
 

"